Twitter
Twitter
Twitter

Limeira comemora 194 anos

15/09/2020 - Limeira

A Agência Reguladora PCJ parabeniza a cidade de Limeira pelos seus 194 anos de existência! O município, que comemora seu aniversário nessa terça-feira (15/09), é associado à ARES-PCJ desde 2013, tendo os serviços de saneamento básico prestados pela BRK Ambiental.

História do município

As origens de Limeira remontam à abertura do caminho para Goiás que foi aberto pela primeira vez em 1682 por Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera, e reaberto em 1722 por seu filho, e que ia de São Paulo às minas de Goiás. Como não haviam estradas e as tropas se locomoviam a pé ou usando burros e mulas, um problema sério era a alimentação que em parte era fornecida pela própria mata, como caça e algumas frutas, mas para sanar essa questão geralmente um pequeno grupo partia antes, levando ramas de mandioca e grãos de milho, alimentos nativos já cultivados há séculos pelos índios, abriam uma clareira na mata em algumas paragens e plantavam uma pequena roça que forneceria o alimento para quando o grupo maior ali chegasse.

Esses locais de roça, ao longo deste caminho, foram chamados de ranchos ou pousos. Um desses pousos era o “Rancho do Morro Azul”, no sertão do Tathuiby, junto ao Ribeirão Tatu, que era um local perfeito para isso por possuir terras férteis ao seu redor e água, além de servir também de ponto de referência pois era avistado de grandes distâncias. Essas terras já eram conhecidas de tribos indígenas e de grupos caboclos que a exploravam cultivando pequenas roças, não permanecendo no mesmo local por um período maior que 6 ou 7 anos.

No início do século XIX o governo passa a doar sesmarias. As sesmarias acabaram sendo divididas e dando origem a várias fazendas e os primeiros fazendeiros, começaram em 1815 a plantar cana-de-açúcar para comercialização, que precisava ser escoada, portanto, em 1823 o governo provincial autorizou a abertura de uma estrada ligando o Morro Azul a Campinas. Junto à estrada foram sendo construídas estalagens para os tropeiros, casas e vendas. Em 1826, o Capitão Luiz Manoel da Cunha Bastos doou 112,5 alqueires para que fosse formado um povoado e que fosse construída uma capela para que seus moradores pudessem se reunir, rezar e ouvirem missa. A capela então marca o ano de fundação da cidade.

Quanto à origem do nome Limeira, não se pode precisar com certeza. As laranjas, limões e limas foram introduzidas em São Paulo pelos portugueses já em 1540, sendo que documentos e livros que retratam o Brasil do início da colonização citam a excelente adaptação climática das árvores cítricas na costa brasileira. Na primeira metade do século XIX o Brasil foi alvo de grande interesse dos pesquisadores europeus, surgindo na época muitos estudos e livros sobre a flora brasileira. Não foram poucos os viajantes que mencionaram a existência de laranjeiras selvagens no interior do Brasil, levando muitos a acreditar que a laranja era uma fruta nativa. Portanto, é possível dizer que na região do Morro Azul haviam árvores cítricas cujas sementes haviam sido transportadas pelo homem ou por pássaros e outros animais e dado origem à um ou mais pés de lima, que por serem frutas conhecidas dos europeus há muitos séculos chamaram a atenção o suficiente a ponto de serem usadas para dar nome ao local. Com informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
 

  • 10.888
    seguidores
  • 1.722
    análises de água
  • 58
    municípios associados
  • 140
    ouvidorias itinerantes
  • 3184
    inspeções em fiscalizações
  • NOVO TELEFONE ARES-PCJ  |  19 3471-5100 | OUVIDORIA 0800 77 11445 / Whatsapp da Ouvidoria (19) 99954-2370

ARESPCJ 2015. Todos os direitos reservados.

Cereja.in