Twitter
Twitter
Twitter

Associados são destaque em Ranking da ABES; Piracicaba ocupa 1º lugar

06/10/2017 - Ares PCJ

O município de Piracicaba ocupa o primeiro lugar no Ranking da Universalização do Saneamento, e junto com Jundiaí (6º), Araraquara (8º) e Limeira (9º) integram o seleto grupo de 14 municípios enquadrados na primeira categoria, denominada Rumo à Universalização, do ranking lançado nesta semana pela ABES (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) durante a Fenasan.

O Ranking contém 231 dos 304 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, dos quais apenas 6% se enquadraram na primeira categoria definida pela associação, com 14 municípios no grupo chamado Rumo à Universalização; 18%, ou 41 municípios, estão na categoria Compromisso com a Universalização; e 76%, a maioria deles, ou seja, 176 municípios, na categoria chamada Primeiros Passos para a Universalização, que englobou os municípios mais distantes desse objetivo.

Dentre os associados à ARES-PCJ temos ainda sete na categoria Compromisso com a Universalização: Americana (24º), Itu (27º), Sorocaba (31º), Rio Claro (34º), SBO (39º), Indaiatuba (41º) e Campinas (53º). E dois na categoria Primeiros Passos: Mogi Guaçu (58º), Atibaia (124º).

O diretor técnico operacional da ARES-PCJ, Carlos Roberto Belani Gravina, explica que o ranking é mais uma maneira de acompanhar, por meio de indicadores, os avanços rumo à universalização. “Os resultados dos municípios da nossa região, conforme temos acompanhado em nossas ações de fiscalização, são em geral muito bons, de modo que hoje caminhamos para cobrar não só a existência do serviço, mas também a qualidade. Vale ressaltar que os resultados ainda não contemplam os avanços dos dois últimos anos, então sabemos que a situação de alguns municípios pode ser ainda melhor”.

O estudo é uma composição dos indicadores de abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta de resíduos sólidos e destinação de resíduos sólidos, resultando em um indicador final com pontuação máxima de 500%. A base de dados é do SNIS (Sistema Nacional de Informações de Saneamento) de 2015. O ranking ainda identificou que os municípios melhor posicionados apresentaram as menores taxas de internações por DRSAI - Doenças Relacionadas ao Saneamento Ambiental Inadequado, comprovando mais uma vez a importante relação entre saneamento básico e saúde.

O ranking completo pode ser acessado no site da ABES.

 
  • 10.964
    seguidores
  • 1564
    análises de água
  • 59
    municípios associados
  • 100
    ouvidorias itinerantes
  • 2575
    inspeções em fiscalizações
  • Telefones ARES-PCJ |  19 3601-8962    |    19 3601-8962    | OUVIDORIA 0800 77 11445 / (19) 99954-2370

ARESPCJ 2015. Todos os direitos reservados.

Cereja.in